Destaque arrow Nazaré


Plano de Recuperação da Capela de S. Gião PDF Print E-mail
Terça, 12 Abril 2011

sao_giao.jpgChegou ao fim o prazo dado pelo Governo para ser apresentado um Plano de Recuperação da Capela de S. Gião, monumento visigótico, datado do séc. VII. Após pergunta apresentada pelas deputadas e pelos deputados do Bloco no final do ano passado, o Governo garantiu que apresentaria um projecto que dê dignidade ao monumento que existe e sobrevive apesar da acção humana que o tem desprezado.

Insistiremos na defesa da Capela de S. Gião, como de todo o património histórico-cultural da Nazaré. Assim, faremos uma visita ao Monte de S. Bartolomeu, Capela de S. Gião e aos Esgotos a céu aberto da Pederneira, apresentando projectos que respondam a estes problemas.

 
BE pede explicações à MAOT PDF Print E-mail
Terça, 12 Abril 2011

De acordo com denúncias cidadãs, em urbanizações junto ao Caminho Real da Pederneira, concelho da Nazaré, existem esgotos a céu aberto que estão a provocar maus cheiros e a poluir o solo, constituindo um atentado à saúde pública. Esta situação verifica-se em relação a várias urbanizações cujas águas residuais escorrem sem qualquer tratamento pela encosta da Pederneira.

 

Numa zona que a autarquia pretende em expansão (Hotel, Hospital Privado, Condomínios fechados, etc) é inaceitável o atraso que a rede de saneamento e esgotos leva, e que obrigou um Hotel à construção de uma fossa séptica, opção comprovadamente menos sustentável e em desuso desde o séc. XX.

 

Por isso, o Bloco de Esquerda pediu informações sobre as actividades inspectivas realizadas pelo Ministério do Ambiente no concelho da Nazaré e quais as infracções detectadas, nomeadamente quanto à rejeição de efluentes não tratados e ao depósito ilegal de resíduos. Recordamos que a Câmara Municipal da Nazaré foi intimada por ter permitido a deposição de resíduos de construção e demolição e a actividade de um sucateiro durante anos sem qualquer tipo de licenciamento, na Mata do Valado de Frades, na área do Monte de S. Bartolomeu.

 

Consideramos que a autarquia devia ter tido mais precaução no licenciamento das habitações e pretendemos que o executivo esclareça, a par com o Ministério, o ponto em que está a Rede de Esgotos e Saneamento do Concelho, bem como forneça dados sobre o tratamento dado aos efluentes não ligados à rede.
 
Nem de Comboio, nem de Expresso! PDF Print E-mail
Quarta, 09 Fevereiro 2011

A estação de comboios de Valado dos Frades há muito que está abandonada. Passam apenas uma dezena de automotoras por semana, e não existe atendimento ao público. Sabemos que nos últimos anos o desinvestimento na ferrovia tem sido destruidor. Mas na Nazaré fomos mais longe!

Se já não tínhamos estação de comboios, agora não temos Rodoviária, que está a funcionar num contentor com 3 lugares sentados. Entrar e sair de autocarros é uma aventura para ter à chuva ou ao vento, consoante o clima nos presentear. A autarquia já informou: só daqui a 2 ou 3 anos teremos novo edifício (será que o teremos? com que dinheiro?).

A população ficou, mais uma vez, a perder. Entregou-se um espaço e equipamento público à carteira de privados e agora ficamos “pendurados”.

O Bloco de Esquerda exigirá da autarquia um compromisso que garanta o novo edifício, essencial para a actividade turística que a Nazaré promove!

 

 
Nazaré Desqualificada! PDF Print E-mail
Quinta, 27 Janeiro 2011

 

Há uma nulogordjd.pngvem de desinformação que paira sobre a actividade da empresa municipal NazaréQualifica. Ficou sem resposta o que perguntámos ao Presidente da Câmara da Nazaré, Jorge Barroso, como responsável máximo da actividade da empresa e até da sua existência. 
Ficou por justificar a falta de autonomia financeira de uma Empresa que depende das transferências do município, que despesa implicou esta Empresa nas contas da autarquia e, ao contrário, se proporcionou alguma receita.

 

Miguel Sousinha, presidente da Empresa Municipal, n ão apresentou orçamentos nem contas (à excepção do evento de Surf patrocinado pelo Turismo do Oeste do qual Miguel Sousinha é Vice-Presidente). Ainda este ano a Câmara irá transferir 700 mil euros para esta Empresa que continua sem justificar as suas despesas globais. O Bloco de Esquerda insistirá que sejam esclarecidas todas as dúvidas.

 
NAZARÉ SUBSCREVE A PETIÇÃO PELA LINHA DO OESTE PDF Print E-mail
Sábado, 06 Fevereiro 2010

Ontem, 5 de Fevereiro, a Assembleia Municipal da Nazaré aprovou por unanimidade a subscrição da Petição pela Requalificação e Modernização da Infra-Estrutura e pela introdução de um Serviço Ferroviário de qualidade na Linha do Oeste . A proposta partiu do deputado do Bloco de Esquerda, Fábio Salgado, e contou com uma forte saudação do Presidente da A. M., José Jordão, que se diz muito entusiasmado com a possibilidade de reanimar esta Linha.

O deputado do BE referiu que "esta é a altura de unir esforços por um transporte que nos é necessário", falando da atitude ecológica e responsável desta escolha, bem como das vantagens económicas que traz aos concelhos da região. 

Esta é mais uma adesão de peso naquela que se espera uma Petição participada e alargada, com vista a uma verdadeira mudança no panorama de transportes nesta região.

Subscreva a petição aqui!  

 
Estou insatisfeito. Não está toda a gente? PDF Print E-mail
Quinta, 10 Dezembro 2009
fsalgado.jpg1.
É maçador ver páginas de jornais cheias de política vazia e mentirosa. Dá vontade de ir para a praia, de preferência se estiver a chover torrencialmente. Ouço agora Caetano Veloso a repetir palavras de Teresa Vilaverde que dizem que a poesia, a música, são essenciais, mas que as pessoas podiam deixar de escrever romances e ensaios – que não fariam falta. Giro era que este jornal, por exemplo, se banhasse de poemas que apertem com o íntimo, que dêem aquele nó na garganta, que provoquem aquelas ganas de correr até ao grande amor só para um abraço que nunca é suficiente!
Ao invés de se entreter a gente a contar dinheiro, devia a gente entreter-se a abrir caminho para uma Terra de maior confiança, de partilha e de cumplicidades.

Descanse quem me ler, não ingressei em nenhum culto nem pretendo profetizar aqui. Até porque seria, provavelmente, mais maçador que ler eternas tricas entre PS e PSD, seria ler partes de um diário emocional repleto de falsas amarguras. Apenas me farto da superficialidade das discussões que se fazem por cá. Como aquelas pessoas que caracterizam outras “tu és não-sei-quê... és demasiado sei-lá-quantos...” – as pessoas sabem o que são, sabem quem são e o que fazem, sem precisar de uma sombra que lhes explique cada passo da sua vida.

Um(a) representante deve ser – normalmente é – o espelho dos/as representados/as e é aqui que qualquer coisa não bate certa. Será JB que espelha esta gente ou é a gente que espelha a figura do representante escolhido? Parece-me que caminhamos para um grave desvirtuar da democracia e da república que começa na fraca limitação de mandatos. Neste momento a Nazaré é a Casinha de Bonecas de JB e de um grupo restrito de negociantes. É pôr e dispôr sem sequer pedir à mamã um paninho para limpar o pó. Começa na criação de 1 posto de emprego e segue pela destruição da paisagem afora.

Tenho de vincar esta ideia: a única vida que há depois desta é a que cá se deixar. É, por isso, importante que exista um movimento de balanço perpétuo, que ajude a entender que cada qual é sentimentos e sensações, muito mais que factos e razões. Valorizar isso – as cicatrizes que se carregam e as que se deixam vincadas bem fundo. Assim a gente apercebe-se que deve acabar com as futilidades e organizar um mundo melhor e mais justo para quem há-de vir (não como num pronto-a-vestir, mas num contexto de racionalidade emocional que permita compreender que se está muito mais próximo de toda a gente que de gente nenhuma).

Para se dar a volta pode começar-se pela cabeça e desaguar na acção. Há que defender o que há de melhor e de mais natural na Nazaré. Essa deve ser a prioridade que salta para dentro das casas e para a rua. Podem fazer-se más escolhas políticas, mas depois tem de se compensar na vigilância reforçada a essas políticas que pouco a pouco vão destruindo patrimónios.


2.
Na última Assembleia Municipal fizeram-se escolhas interessantes. Na eleição de 5 membros para a Assembleia Intermunicipal do Oeste, após “negociação de lugares”, PS e PCP decidiram integrar uma lista com PSD, da qual o BE se demarcou propondo, em alternativa, uma lista conjunta da suposta esquerda.
Houve a definição do salário de Afonso Ova e foram também definidas taxas (IMI e IRS).


3.
A Passagem de Ano está à porta e o cartaz não é um programa como seria desejável, é uma fotografia sem programa. O factor surpresa não é atractivo, qualquer organização de eventos sabe disso. Queremos que a noite seja repleta mas não queremos a confusão do ano passado? Já vamos tarde. Só com escolhas musicais se condiciona a vinda de certas faixas etárias.

Publicado hoje em Região de Cister.
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 Próximo > Fim >>

Resultados 1 - 6 de 38
© 2017 Site Distrital de Leiria - Bloco de Esquerda
Joomla! is Free Software released under the GNU/GPL License.