Destaque arrow Leiria


Marxismos da gaveta p'ra fora - Lenine; Rosa Luxemburgo; Reich; Gramci PDF Print E-mail
Terça, 15 Março 2011

marxismos_da_gaveta_leiria.jpgSem memória não há futuro possível e desperdiçamos séculos de experiência.
Este fim-de-semana pretende aproximar-nos de alguns principais pensadores marxistas.
Os "clássicos" mas também os outros menos conhecidos em relação aos quais temos curiosidade. 
Neste painel, estão presentes, filósofos, dirigentes, dirigentes, revolucionários, economistas, artistas e pedagogos.
Unidos pelos referências marxistas e pela capacidade pensar o seu tempo e de avançar respostas criativas em áreas diferentes.

 

 Datas das sessões

18/03/2011 - Lenine
A apresentadora: Marina Silva
O comentador: Adriano Campos
Local: Sede distrital de Leiria
Hora: 21:30

15/04/2011 - Rosa Luxemburgo
Apresentador: David Carvalho
Comentador: José Soeiro
Local: Sede distrital de Leiria
Hora: 21:30

 

 

20/05/2011 - Reich
Apresentador: Gonçalo Pessa
Comentador: Nuno Moniz
Local: Sede Concelhia Caldas da Rainha
Hora: 21:30

17/06/2011 - Gramsci
Apresentador: Mónica António
Comentador: Ricardo Sá Ferreira
Local: Sede concelhia Marinha Grande
Hora: 21:30


Entrada Livre a todas e todos
Mais Informações: 
            969159470     

 
Eles roubam, tu pagas, nós censuramos - Sessão com Francisco Louça PDF Print E-mail
Sexta, 18 Fevereiro 2011
crise_leiria-web.jpgFrancisco Louça, Coordenador do BE estará, na quarta-feira dia 23 de Fevereiro, às 21.30h, no salão nobre do Ateneu Desportivo de Leiria, em Leiria, para um debate sobre as medidas de austeridade, a crise, os porquês da moção de censura do BE (...) e as alternativas políticas que o Bloco Esquerda propõe. Convidamos todos e todas a estarem presentes.

Quais são as consequências da diminuição das indemnizações nos despedimentos? Qu
e resposta ao acordo dos Chefes de Estado da UE para a subida da reforma para os 67 anos? Os salários vão descer ainda mais? Os impostos vão aumentar ainda mais? Esta política não é já a política do FMI? Onde o Estado pode ir buscar dinheiro? Os juros da dívida pública não param de subir, como tudo isto afecta a vida das pessoas? Que resposta a uma precariedade que atinge quase metade da população? A situação é grave e toda a política está submetida a uma obrigação de respostas claras.

Os Centros de Emprego têm registado aumentos contínuos do desemprego; mas o governo continua a fazer opções erradas: privatizações que fazem do que é de todos um negócio para alguns, compra de submarinos, aviões e outro material de guerra, entrega de dinheiro dos contribuintes aos especuladores do BPN, tolerância com a fuga das grandes fortunas para paraísos fiscais ou permitir que os bancos só paguem 5% de IRC quando qualquer pequena empresa paga 25%...

As respostas do Bloco de Esquerda são outras, convidamos todas as pessoas a vir debatê-las, dia 23 de Fevereiro às 21.30h, com
Francisco Louça.
 
Precários e falsos recibos verdes PDF Print E-mail
Quarta, 16 Fevereiro 2011

Mariana Aiveca vem até Leiria falar dos Precários e os Falsos Recibos Verdes.
esta sessão é aberta ao publico em geral.

Fica aqui um pequeno texto de apresentação:

...O Código Contributivo entrou em vigor no dia 1 de Janeiro e os cerca de 900 mil falsos recibos verdes viram, de novo, a incapacidade dos Serviços da Segurança Social para atender às suas dúvidas e preocupações.
Quanto vais pagar por mês de Segurança Social? A Contribuição vai aumentar? Os patrões também vão ter de pagar? Quando é que apresento os recibos? Esta situação é justa? – são estas as dúvidas que milhares de falsos trabalhadores independentes que foram apanhados de surpresa pelas novas taxas e regras para a Contribuição para a Segurança Social.
A Segurança Social é um direito dos trabalhadores e um símbolo da solidariedade entre gerações e devemos exigir que seja justa e que o Estado reponha a legalidade nos casos de falso trabalho independente.

Mariana Aiveca, estará disponível para responder a todas as tuas questões sobre esta matéria.

Sexta-feira, 21horas no Ateneu Depostivo de Leiria.

 

161703_100002032108755_176939_n.jpg


Contamos com a tua presença e convida um amigo

 
O Interesse Municipal que a privada Quinta do Paul tem para o municipio! PDF Print E-mail
Sexta, 04 Fevereiro 2011

Acâmara apresentou uma proposta de Declaração de Interesse PúblicoMunicipal da Quinta do Paul.

Nãoentendemos como foi possível que a festa de Natal da CâmaraMunicipal se realizasse na Quinta do Paul! Praticamente todas asobras aí realizadas estão ilegais, algumas delas com ordem dedemolição há muito ordenadas pela Câmara, e não cumpridas.

Façamosum pequeno resumo do que aqui está em questão. Neste processo o“Vilão” alcança, graças á passividade para não dizercumplicidade camarária , a categoria de“Herói”.

Vejamos:O PDM em vigor foi aprovado em 1995! Em 1994, na Quinta do Paulexistia apenas um lagar! Que hoje está transformado em bar, sala debilhar, recepção em edifício de arquitectura moderna, semelhante aoutros locais de bebidas e comidas!

Apartir de 1995 começa o proprietário da quinta a efectuar diversasobras na mesma sem qualquer autorização.Tendo efectuado o pedidopara a construção de um pavilhão de 482m2, em Set de 1994, foi omesmo indeferido em 1995 (por estar en Zona Florestal, e num espaçode condicionamento Ren ). Apesar de tal, fez a construção , eesteve-se “nas tintas” para a Câmara. Apresentava projectos quenão correspondia ao local das obras e quando a câmara detectava “otruque”, manda-o apresentar novo projecto e ele, por norma, não ofazia .

Ede ilegalidade em ilegalidade, face á passividade da Camara, digamosassim, ia levando água ao seu moinho, construindo o que não podia,em lugares que não devia e “borrifando-se “ para as ordenscamarárias!

Edas ilegalidades de construções efectuadas desde 1994 até hoje, sóem Março de 2006, isto é : pelo menos mais de dez anos depois éque, pela primeira vez, a Câmara se propôs notificá-lo parademolir as obras ilegais: o que como se percebe não aconteceu!

Em30.10.2008 foi notificado para no prazo de 60 dias demolir as obrasclandestinas , ou para dizer o que entendesse em sua defesa.

Nemdemoliu as obras nem tomou posição em relação á notificação...ecomo já adivinharam nada lhe aconteceu.

Podemosdizer, para abreviar, que fez centenas de metros quadrados deconstruções, ilegalmente, e sem a Câmara actuar como devia :embargando a s obras e procedendo á sua demolição.

Eninguém pode deixar de pensar que tal só foi possível graças a umconluio, evidente, com gente ou gentes da Câmara.

Quandoquem cumpre as leis pretende fazer uma obra, se a Câmara nãoautoriza, desiste dela. E certamente dezenas de pessoas em situaçõessemelhantes ao do proprietário da Quinta do Paul, desistiram defazer obras porque ilegais , não podendo melhorar o seu património.


Ler mais...
 
Leiria: Leirisport o animal que tem arrasado com o munícipio! PDF Print E-mail
Sexta, 04 Fevereiro 2011


Desdeo inicio o Bloco de Esquerda de Leiria defende a extinção daLeirsport. As empresas municipais são autênticos sorvedouros dedinheiros públicos, o seu funcionamento está fora do controlo dasA.Municipais e são um elemento de desorçamentação das contas domunicípio .

ALeirisport, tem capitais exclusivamente camarários e custa-nos,diáriamente, mais de 3000€ !

Aoinvés do concurso para construção do estadio ter sido entregue aoconcorrente mais bem colocado, foi entregue à Construtora do Lena,que ficara em 4º lugar, com os custos a aumentarem brutalmente. Aconsequência foi o endividamento da Câmara em mais de 70 milhões.Depois os escandalosos acordos com a SAD União de Leiria ou ainda ahistória do gerador que terminou com a acusação por parte doM.Publico de administração danosa a três directores para já nãofalarmos dos vencimentos de membros do concelho de administração.

ALeirisport é um grande remoinho que na sua avassaladora voragem tudoleva! Vamos mantê-la para quê? Porquê?

Extinga-se!


 
Manuel Alegre: Cair de Pé, lutar pelo futuro PDF Print E-mail
Sexta, 04 Fevereiro 2011


Depoisdas eleições, seria estranho que não voltássemos a elas, paraanálise dos resultados. O óbvio é registar que a vitória deCavaco foi a mais fraca de sempre, num processo de reeleição de umcandidato que já era presidente, que Manuel Alegre perdeu noobjectivo de forçar uma segunda volta, e que houve muitos votos de“protesto” face às candidaturas apoiadas pelos partidos.

Algunsdesses votos de protesto foram para um número significativo de votosbrancos e nulos (quase 6%, 280.000 votos). Não sei se as pessoas queo fizeram estavam conscientes de que o seu voto, expresso dessaforma, acabariam por contribuir para a vitória de Cavaco na 1ªvolta. Mas, ao contrário do que acontece nas legislativas, o facto éque os votos brancos ou nulos não contam para apurar se determinadocandidato tem ou não 50% dos votos mais um, para obrigar a uma 2ªvolta. Foi o que aconteceu desta vez. Bastaria que esses votosbrancos (4,26%) tivessem contado para o apuramento eleitoral paraobrigar Cavaco a uma 2ª volta e, provavelmente, a perder.

 

Ler mais...
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 Próximo > Fim >>

Resultados 7 - 12 de 43
© 2017 Site Distrital de Leiria - Bloco de Esquerda
Joomla! is Free Software released under the GNU/GPL License.