Voto de Saudação apresentado pela deputada Municipal do Bloco de Esquerda, Telma Ferreira, na Assembleia municipal da Nazaré, que decorreu no passado dia 29 de abril. A Saudação foi aprovada por unanimidade.

Declaração política apresetada por Telma Ferreira, deputada Municipal do Bloco de Esquerda, na Assembleia Municipal da Nazaré, que decorreu na passada sexta-feira, dia 29 de abril.

Intervenção do Bloco de Esquerda na cerimónia solene de celebração dos 48 anos do 25 de Abril de 1974.

O Bloco de Esquerda de Caldas da Rainha propõe a aplicação automática da tarifa social da água, saneamento e resíduos através dos mecanismos previstos para o efeito, dispensando a apresentação de requerimento, nos termos do Decreto-Lei nº 147/2017. Esta medida poderia beneficiar mais de 4 700 famílias caldenses. Não é ainda de ignorar que o número de famílias com dívida acumulada por incumprimento no pagamento da factura de água é de cerca de 4000, as quais vão ter de enfrentar um processo de corte de água já neste mês de abril.

Perante a guerra instalada na Europa, a Coordenadora Distrital do Bloco de Esquerda de Leiria assinala o dia 24 de março, data em que a democracia cumpre mais um dia que os vividos em 48 anos de ditadura em Portugal, relembrando que a revolução de abril se fez pela paz e pelo desarmamento geral, como espelhado na constituição da República Portuguesa.

Leiria, fora da seleção para Capital Europeia da Cultura 2027. Em comunicado, o Bloco de Esquerda de Leiria agradece a todos os agentes culturais, sem exceção, que de alguma forma se envolveram nesta candidatura e que a fizeram ser possível e reitera a sua luta pelo fim da precariedade no sector da cultura e pela valorização de todos os que a fazem.

As secas em Portugal continental são cada vez mais frequentes e intensas, devido às alterações climáticas. Como enfrentar a situação é a questão chave e aqui chocam os interesses ambientais e da população com os interesses do agronegócio. Dossier organizado por Carlos Santos e Ricardo Vicente.

No próximo dia 8 de março, Barcelos, Braga, Coimbra, Faro, Guimarães, Lisboa, Porto, Viana do Castelo e Viseu engrossam esta torrente que não admite qualquer retrocesso nos direitos conquistados e que exige uma sociedade mais igualitária.