Destaque


ASIBEL
Quinta, 11 Julho 2013

Comunicado do be1.pngBE Distrital de Leiria

 

Na sequência dos acontecimentos sucedidos na empresa ASIBEL, desde o início do ano de 2013, e considerando a situação dramática em que centenas de famílias de trabalhadores atravessam neste momento, com salários em atraso e com a ameaça de encerramento e falência da empresa, vem a organização distrital do Bloco de Esquerda de Leiria informar a Comunicação Social e os trabalhadores da iniciativa que o Grupo Parlamentar tomou ontem junto do Governo, interpelando o Ministro da Economia e do Emprego sobre a situação e o futuro dos trabalhadores da ASIBEL.

Na continuação desta iniciativa, o Bloco de Esquerda manifesta a sua total solidariedade e total disponibilidade para continuar a apoiar a luta dos trabalhadores da ASIBEL em defesa dos seus postos de trabalho.

 

Ler mais...
 
Lista de Candidatos Legislativas 2011
Quinta, 12 Maio 2011
229158_129157783828624_100002032108755_202596_132215_n.jpg

Amigos e Camaradas,

Esta é a Lista de Candidatos por Leiria às legislativas 2011.

1.Heitor de Sousa, 58 anos - Economista

2. José Peixoto, 53 anos - Desempregado

3. Cristiana Sousa, 30 anos - Administrativa

4. Vitor Dinis, 57 anos - Escrivão Aposentado

5. Marcia Cardoso, 34 anos - Advogada

6.Rui Crespo, 52 anos - Administrativo

7.Mónica António, 32 anos - Funcionária Publica

8.Amândio Fernandes, 54 anos - Tecnico de Vendas

9.António Abreu, 63 anos - Reformado

10. Manuela Pereira, 54 anos - Gestora de Vendas

11. Fábio Salgado, 25 anos - estudante

12. Adelino Granja, 50 anos - Advogado

13. Filipa Pereira, 31 anos - Engenheira Quimica

14. Mario Martins, 20 anos - estudante

15. Alexandre Cunha, 23 anos - estudante 

 

Esta lista conta com alguns candidatos independentes que têm estado ligados a algumas lutas que temos defendido desde sempre. De destacar Rui Crespo, da Associação de defesa da Ribeira dos Milagres, Marcia Cardoso, que tem estado muitos trabalhadores que tem sofrido com desemprego o precariedade e por útlimo Vitor Dinis da Comissão de Protecção da Lagoa de Obdidos.

Heitor de Sousa, mantém-se como o número um, o trabalho desenvolvido junto de todas e todos, foi incansável, por isso não faria sentido de a escolha fosse outra.

A coordenadora Distrital de Leiria

 

 
PROJECTO DE RESOLUÇÃO N.º …./XI/2.ª RECOMENDA AO GOVERNO QUE, ATRAVÉS DAS ÁGUAS DE PORTUGAL, INTER
Sexta, 25 Março 2011

A Águas de Portugal apresentou no decorrer das Assembleias Gerais das empresas SIMLIS e Águas do Mondego, que se realizaram nos passados dias 11 e 12 de Março, a proposta de fusão destas duas entidades. Esta proposta de fusão, iniciada nos finais de 2007, e inserida no âmbito do PEAASAR II – Plano Estratégico de Abastecimento de Água e de Saneamento de Águas parece ao Bloco de Esquerda pouco natural e lesiva dos interesses de cidadãs e cidadãos dos dois distritos, além de ter objectivos pouco claros. Senão vejamos, esta proposta pretende fundir duas empresas com objectos diferentes criando assim uma empresa verticalizada, parecendo querer-se com isto implementar o conceito de "empresas gestoras de activos e concedentes de serviços" que, em nosso entender, não responde ao interesse público. Trata-se da assunção de uma opção privatizadora em larga escala, que permite a subcontratação da operação e manutenção dos sistemas a entidades privadas sem necessidade destas fazerem qualquer tipo de investimento estando todos os encargos e necessidades de financiamento do lado das entidades públicas.

Em segundo lugar, esta proposta de fusão junta duas empresas com actuação em duas regiões diferentes, não havendo nenhum concelho que seja simultaneamente servido pelas duas. Além disso, são duas empresas que actuam em duas bacias hidrográficas diferentes (Lis e Mondego), sendo a opção de fusão contrária às recomendações europeias e nacionais que aconselham que as políticas para a água sejam desenhadas em função das bacias hidrográficas. Desta forma, e ao contrário do que aconteceu na Águas do Algarve e na Águas do Noroeste (a partir da fusão da Águas do Cávado, Águas do Minho e Lima e Águas do Ave), esta fusão parece pouco natural e ilógica sendo os seus objectivos meramente economicistas, não estando sequer garantidas as vantagens que podem advir da criação de uma economia de escala. De resto, sendo a SIMLIS uma empresa que acumulava em 2009 um passivo de quase dois milhões e meio de euros e a Aguas de Mondego uma entidade com dividendos, em 2010, na ordem dos 915 mil euros, tememos que se pretenda resolver o saldo negativo da primeira com o lucro da segunda.

Por outro lado, parece-nos que estamos perante a tentativa de prolongar os prazos das duas concessões (Mondego e Lis) de uma só vez e de rever os respectivos contratos de fornecimento e recolha com as Câmaras, encaminhando-nos para uma solução que englobe os sistemas de água em alta e em baixa, levando assim a um afastamento cada vez maior da gestão destes sistemas das/os utilizadoras/es finais.

Assim, ao abrigo das disposições constitucionais e regimentais aplicáveis, o Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda propõe que a Assembleia da República recomende ao Governo que:

  1. Através da empresa Águas de Portugal, interrompa o processo de fusão das empresas Águas do Mondego e SIMLIS, incluindo todos os estudos com vista à fusão das duas empresas.


  1. Assegure que, em qualquer cenário e independentemente da autonomia de decisão empresarial, não haverá, nem no distrito de Coimbra nem no de Leiria, a penalização das/os consumidoras/es, designadamente através de aumentos do preço da água para consumo público.


Assembleia da República, 24 de Março de 2011.

As Deputadas e os Deputados do Bloco de Esquerda,



 
Marxismos da gaveta p'ra fora - Lenine; Rosa Luxemburgo; Reich; Gramci
Terça, 15 Março 2011

marxismos_da_gaveta_leiria.jpgSem memória não há futuro possível e desperdiçamos séculos de experiência.
Este fim-de-semana pretende aproximar-nos de alguns principais pensadores marxistas.
Os "clássicos" mas também os outros menos conhecidos em relação aos quais temos curiosidade. 
Neste painel, estão presentes, filósofos, dirigentes, dirigentes, revolucionários, economistas, artistas e pedagogos.
Unidos pelos referências marxistas e pela capacidade pensar o seu tempo e de avançar respostas criativas em áreas diferentes.

 

 Datas das sessões

18/03/2011 - Lenine
A apresentadora: Marina Silva
O comentador: Adriano Campos
Local: Sede distrital de Leiria
Hora: 21:30

15/04/2011 - Rosa Luxemburgo
Apresentador: David Carvalho
Comentador: José Soeiro
Local: Sede distrital de Leiria
Hora: 21:30

 

 

20/05/2011 - Reich
Apresentador: Gonçalo Pessa
Comentador: Nuno Moniz
Local: Sede Concelhia Caldas da Rainha
Hora: 21:30

17/06/2011 - Gramsci
Apresentador: Mónica António
Comentador: Ricardo Sá Ferreira
Local: Sede concelhia Marinha Grande
Hora: 21:30


Entrada Livre a todas e todos
Mais Informações: 
            969159470     

 
Eles roubam, tu pagas, nós censuramos - Sessão com Francisco Louça
Sexta, 18 Fevereiro 2011
crise_leiria-web.jpgFrancisco Louça, Coordenador do BE estará, na quarta-feira dia 23 de Fevereiro, às 21.30h, no salão nobre do Ateneu Desportivo de Leiria, em Leiria, para um debate sobre as medidas de austeridade, a crise, os porquês da moção de censura do BE (...) e as alternativas políticas que o Bloco Esquerda propõe. Convidamos todos e todas a estarem presentes.

Quais são as consequências da diminuição das indemnizações nos despedimentos? Qu
e resposta ao acordo dos Chefes de Estado da UE para a subida da reforma para os 67 anos? Os salários vão descer ainda mais? Os impostos vão aumentar ainda mais? Esta política não é já a política do FMI? Onde o Estado pode ir buscar dinheiro? Os juros da dívida pública não param de subir, como tudo isto afecta a vida das pessoas? Que resposta a uma precariedade que atinge quase metade da população? A situação é grave e toda a política está submetida a uma obrigação de respostas claras.

Os Centros de Emprego têm registado aumentos contínuos do desemprego; mas o governo continua a fazer opções erradas: privatizações que fazem do que é de todos um negócio para alguns, compra de submarinos, aviões e outro material de guerra, entrega de dinheiro dos contribuintes aos especuladores do BPN, tolerância com a fuga das grandes fortunas para paraísos fiscais ou permitir que os bancos só paguem 5% de IRC quando qualquer pequena empresa paga 25%...

As respostas do Bloco de Esquerda são outras, convidamos todas as pessoas a vir debatê-las, dia 23 de Fevereiro às 21.30h, com
Francisco Louça.
 
Precários e falsos recibos verdes
Quarta, 16 Fevereiro 2011

Mariana Aiveca vem até Leiria falar dos Precários e os Falsos Recibos Verdes.
esta sessão é aberta ao publico em geral.

Fica aqui um pequeno texto de apresentação:

...O Código Contributivo entrou em vigor no dia 1 de Janeiro e os cerca de 900 mil falsos recibos verdes viram, de novo, a incapacidade dos Serviços da Segurança Social para atender às suas dúvidas e preocupações.
Quanto vais pagar por mês de Segurança Social? A Contribuição vai aumentar? Os patrões também vão ter de pagar? Quando é que apresento os recibos? Esta situação é justa? – são estas as dúvidas que milhares de falsos trabalhadores independentes que foram apanhados de surpresa pelas novas taxas e regras para a Contribuição para a Segurança Social.
A Segurança Social é um direito dos trabalhadores e um símbolo da solidariedade entre gerações e devemos exigir que seja justa e que o Estado reponha a legalidade nos casos de falso trabalho independente.

Mariana Aiveca, estará disponível para responder a todas as tuas questões sobre esta matéria.

Sexta-feira, 21horas no Ateneu Depostivo de Leiria.

 

161703_100002032108755_176939_n.jpg


Contamos com a tua presença e convida um amigo

 
<< Início < Anterior 1 2 3 Próximo > Fim >>

Resultados 1 - 9 de 24
© 2017 Site Distrital de Leiria - Bloco de Esquerda
Joomla! is Free Software released under the GNU/GPL License.